quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Lucas enfrenta hoje a sua maior batalha

"Não fiquem com medo, pois estou com vocês. Não se apavorem, pois sou o seu Deus. Eu lhes dou forças e os ajudo. Eu os protejo com a minha forte mão."
A Bíblia no quarto do estudante Lucas Guizzardi, 10 anos, está aberta no livro de Isaías, capítulo quatro, versículo 10. É sobre esse texto que a mãe do menino de Ribeirão Pires, Rosimar Guizzardi, 37, apoia sua fé. "Chegou a hora do meu filho renascer."
Após cinco meses de espera, o garoto receberá hoje a transfusão que pretende salvar sua vida. No Centro de Transplantes de Medula Óssea do Hospital São Camilo, na Capital, a primeira das seis bolsas contendo a medula do doador 100% compatível, encontrado em junho deste ano por meio do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea, começa a ser transferida para o corpo de Lucas a partir das 13h.
Nos próximos 15 dias, a medula precisa "pegar", ou seja, começar a produzir as células sanguíneas que farão parte de Lucas, mas que serão sempre do doador. Por isso, o menino, internado há 15 dias, toma medicamentos para evitar a doença do enxerto versus hospedeiro, quando o sangue não reconhece os órgãos do corpo e os combate como a uma doença.
Duas portas separam o quarto onde Lucas receberá a medula do mundo exterior. Elas se abrem quando a mão se aproxima de um sensor. Antes de entrar, é preciso lavar as mãos para evitar qualquer tipo de contaminação.
No quarto, uma câmera grava o estudante 24 horas por dia. "Estou no Big Brother", ele brinca. Além de duas edições da Bíblia sobre a mesa, o boné do Santos Futebol Clube está pendurado na beira da cama, ao lado do inseparável notebook, sua janela para a vida que está lá fora. É pela telinha do computador que Lucas se comunica com amigos, familiares e mesmo gente desconhecida que acompanha sua história. "O carinho de todos com meu filho é visível e agradeço muito por isso", afirma Rosimar.

TORCIDA
Os amigos de Lucas prometem corrente de fé e oração hoje, em frente ao hospital. A mãe, que não saiu do lado do filho nenhum minuto sequer, está ansiosa e otimista. "Muita gente disse que ele sofreria, mas não foi assim. Meu filho é forte, vai conseguir."
Lucas dormia tranquilo no fim da tarde de ontem. Na TV, Harry Potter e a Pedra Filosofal. Ao seu lado, duas revistas do Santos. E sobre ele, a fé para enfrentar o desafio de renascer.

SC900,116 A luta de Lucas Guizzardi, 10 anos, contra a leucemia linfoide aguda, tipo de câncer no sangue que ele tem desde os 5 anos, ganhou as páginas do Facebook, onde ele está cadastrado como Lucas Guizz. Quem ajudou a divulgar a bonita história de força e fé foi a ‘assessora de imprensa' Abelhinha. "Ela é da tia Lilian. Mas não conta para ninguém o nome dela porque é segredo."
Doutora Abelhinha, ou Lilian Ferraz, 52, é voluntária em hospitais, orfanatos e asilos há sete anos. Ela leva conforto, apoio e alegria para pacientes adultos e crianças e suas famílias, que enfrentam diversos tipos de doenças.
Menino coleciona amigos e conquistou Doutora Abelinha

Uma perda pessoal levou Lilian a se dedicar ao voluntariado. "Recebi muitas mensagens de amigos e familiares e, por meio delas, cheguei a um site que divulgava o trabalho voluntário."
Foi então que Lilian criou a Doutora Abelhinha. Um chapéu com o formato do inseto e um pequeno bichinho de pelúcia são seus companheiros de trabalho. "Onde chego, tento espalhar a alegria e o carinho para quem mais precisa."
Doutora Abelhinha conheceu Lucas e sua mãe, Rosimar Guizzardi, 37, na campanha de cadastro de doadores de medula óssea realizada em maio deste ano em Ribeirão Pires. Desde então, acompanha o caso do menino e, por meio dele, divulga o voluntariado e a solidariedade. "É claro que é preciso ter estrutura psicológica para fazer o que faço, mas todo tipo de solidariedade é bem-vindo. O problema é que muitas pessoas só pensam nisso quando se aproxima o Natal. O sentimento precisa ser cultivado o ano todo."
A ‘assessora de imprensa' de Lucas o ajudou a gravar um vídeo onde ele e a mãe agradecem o doador da medula. "Obrigado por ajudar a salvar minha vida."

http://www.dgabc.com.br/News/5926469/lucas-enfrenta-hoje-sua-maior-batalha.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário