segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Medula óssea minimiza efeitos de enfarte cardíaco





19/12/2011 - 15:05 O tratamento através de injecção intracoronária de células de medula óssea, em doentes com consequências de enfartes, já está a ser aplicado num doente do Hospital de Santa Cruz (em Carnaxide, Oeiras), que este ano assinala o 25º aniversário do primeiro transplante cardíaco, avança o Correio da Manhã. Luís Raposo, responsável pela introdução da técnica, explicou que o primeiro doente a receber células estaminais de medula óssea para minimizar os efeitos do enfarte no músculo cardíaco começou a ser tratado em 2010. "É uma terapia em fase inicial, com sinais positivos, mas ainda há muito que precisamos de saber antes de a recomendar a todas as pessoas", acrescentou. O primeiro transplante cardíaco foi realizado a 18 de Fevereiro de 1986.


http://www.rcmpharma.com/actualidade/id/19-12-11/medula-ossea-minimiza-efeitos-de-enfarte-cardiaco

Nenhum comentário:

Postar um comentário