quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Doadores de medula óssea somente terão cartão obrigatório pelo Ministério da Saúde


Para atender determinação do Ministério da Saúde (MS), a Fundação Hemopa estruturou seus serviços e já disponibiliza o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) aos candidatos ao cadastro de doadores de medula óssea, que só poderão ser voluntários com a apresentação do número do referido documento, que já pode ser obtido no ato do cadastramento, na recepção de Doador do hemocentro.
Criado pela portaria Ministerial 940, de abril de 2011, o CNS é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, é necessária a construção de cadastros de usuários, de profissionais de saúde e de unidades de saúde.
A partir desses cadastros, os usuários do SUS e os profissionais de saúde recebem um número nacional de identificação. “Ao oferecermos esse serviço aos nossos voluntários, não corremos o risco de enfrentar eventual queda no número de novos cadastros. Mas, ressaltamos que o serviço é apenas para os que vão fazer cadastro de doação de medula óssea. Por enquanto, os doadores de sangue não estão incluídos”, alertou.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos.
Serviço:
O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Nenhum comentário:

Postar um comentário