terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Primeiro banco municipal de medula óssea abre em Penafiel


O Centro de Histocompatibilidade do Norte (CHN) apresenta, na quarta-feira, em Penafiel, o primeiro Banco Municipal de Medula Óssea, que prevê a recolha de amostras de sangue, com carácter regular, em todo o concelho.
Segundo fonte da autarquia local, esta iniciativa está a ser preparada há mais de um ano e deverá garantir, com o apoio de instituições e juntas de freguesia, “a inscrição de dadores de medula óssea até se conseguir atingir uma cobertura razoável da sua população”.
Na quarta-feira, a partir das 9h30, no centro da cidade de Penafiel, haverá as primeiras acções de recolha de sangue, procedendo-se também à inscrição de novos dadores.
O Centro de Histocompatibilidade do Norte e a Câmara de Penafiel, parceira neste projecto, vão apresentar formalmente a acção, às 11h, no auditório municipal, anunciando-se a presença de familiares de doentes que carecem de transplante de medula.
Essas pessoas, segundo a organização, “vão, com os seus testemunhos, demonstrar a importância do aumento do número de dadores de medula óssea em Portugal”.
“Este projecto introduz uma nova forma de encontrar dadores na sociedade, com a criação de mais locais de inscrição e com acções periódicas e regulares de recolha de amostras de sangue”, disse a fonte.
O Banco Municipal de Medula Óssea de Penafiel não se traduz em custos acrescidos para as 2 entidades promotoras, ajudando até a reduzir os encargos nas saídas em serviço das brigadas de recolha de dadores.
As amostras de sangue e os dados dos respectivos dadores são guardados no CHN, ao qual caberá a coordenação técnica e científica das acções, como se prevê num protocolo assinado com o município de Penafiel.

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário