quinta-feira, 14 de junho de 2012

Jovem do DF cria campanha para doação de medula óssea para irmão

Uma jovem do Distrito Federal iniciou uma campanha para encontrar um doador de medula óssea para o irmão, diagnosticado com leucemia em 2010. Poliana Nicolau Ferreira diz que desde o início do projeto conseguiu doadores para outras pessoas que precisam de transplante.

Há um mês, segundo Poliana, seu irmão Robledo Ferreira, de 28 anos, foi avisado pelos médicos que para sobreviver seria preciso realizar um transplante. Com a campanha “Uma vida pode estar em suas mãos”, a família distribui panfletos em locais com grande circulação de pessoas. Poliana chega a levar os voluntários ao Hemocentro, localizado na Asa Norte, para identificar se há  compatibilidade para a doação.

“Depois que iniciamos a campanha, teve um dia que 70 pessoas foram doar. Poucas pessoas entendem o que é precisar ter a vida de volta”, disse Poliana em entrevista ao Bom Dia DF.
 Segundo o Hemocentro, o voluntário precisa doar cinco mililitros de sangue. Se for compatível com o de algumas pessoas que precisam de transplante, o Cadastro Nacional de Doadores de Medula Óssea entra em contato. O voluntário que concordar com o procedimento doa 10% do líquido da medula para o transplante.

“É um procedimento bem simples, todas as pessoas deveriam se sensibilizar e doar também”, disse a representante comercial Sarah Oliveira, que aderiu à campanha de doação.

Poliana faz um apelo para que as pessoas sejam doadoras. “Seja doador de medula óssea, venha ao Hemocentro, salve a vida não só do meu irmão, mas de tantas outras pessoas que precisam urgente de transplante para ter a vida de volta”, enfatizou.

VEJA O VÍDEO AQUI
V

Nenhum comentário:

Postar um comentário