segunda-feira, 27 de agosto de 2012

“Ele disse que ele tinha certeza de que iria aparecer um doador”, diz avó após encontrar doador de medula óssea para Juan




Uma pessoa, que ainda permanece em sigilo, deve colocar fim a angustiante espera que Juan Marques teve na fila para a doação de medula óssea.
Segundo a avó do garoto, Regina Célia Dutra, a notícia de que um doador 100% compatível, chegou na última terça-feira (21). "Foi uma surpresa receber a notícia. Há alguns dias eu pedi um milagre a Deus, mas não especifiquei o assunto e agora sei qual foi esse milagre".
Regina explica que Juan também sabe da notícia e ela disse que o garoto sempre teve pensamento positivo. "Ele disse que ele tinha certeza de que iria aparecer um doador. Acho que ele tem razão, porque, por ele ser um anjo, talvez Deus tenha sempre colocado isso no coração dele, nós, que somos adultos, é que estávamos preocupados, mas ele sempre esteve tranquilo".

Susto

Há alguns dias, Juan havia sigo diagnosticado com a impossibilidade de receber o transplante, devido a sua saúde. "Nós ainda não sabíamos que havia esse doador e aí, assim que ele se reabilitou recebemos a notícia do doador".
Segundo Regina a família está curiosa para conhecer o doador e agradecer o gesto. "De acordo com os médicos esse procedimento costuma ser sigiloso e muitas vezes, a família só conhece o doador no dia do transplante".

Doador três-lagoense?

Enquanto o doador permanece anônimo, de acordo com o Hemonúcleo de Três Lagoas, duas pessoas da cidade teriam sido diagnostica como possíveis doares para o Juan, mas o local não soube dizer se alguma dessas pessoas é realmente o doador.

Corrente

Há alguns meses, a avó de Juan, junto a alguns amigos, iniciou uma campanha pelo Facebook que fez com que centenas de pessoas realizasse o cadastro de medula óssea em Três Lagoas. Apesar de ainda não saber de onde é o doador, as coletas realizadas no município, servirão para ajudar outras pessoas que passam pela mesma situação de Juam.

Doação

Quem ainda não realizou a coleta de sangue para o banco de doações de medula óssea, pode procurar o Hemonúcleo, que está localizado na Rua Manoel Rodrigues Artez, nº 520, Bairro Colinos. O horário de atendimento é das 7 às 11h, de segunda a sexta-feira.

FONTE>>http://www.acontecems.com.br/noticias/?id=25384
*


Menino consegue doador compatível de medula óssea, diz família em MS

Depois de 7 meses de procura por doadores de medula óssea para um menino que faz tratamento contra a leucemia, a família da criança, que mora em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande, recebeu esta semana a notícia de que um doador compatível foi encontrado. O menino Juan Matias Poltronieri está em tratamento em Campinas (SP) desde o início do ano.
Segundo a avó do garoto, Regina Célia Dutra, a campanha feita pelas redes sociais rendeu 400 novos cadastros de doadores de medula óssea no hemonúcleo de Três Lagoas. Apesar disso, a quantidade de doadores ainda é considerada baixa pelo órgão. A cidade de 103 mil habitantes conta com apenas 2,7 mil registros no banco de dados.
A avó disse não saber detalhes sobre o doador, mas se sente gratificada pela doação. "Essas pessoas são anjos, teve gente que tremia de medo da agulha mas estendeu o braço querendo ajudar. Quero agradecer de todo o coração", diz Regina.
Segundo especialistas, as pessoas ainda têm medo quando o assunto é doação de medula óssea. Muitas acreditam que o procedimento será feito no hemonúcleo, mas na verdade só é feita a coleta de uma amostra de 5 ml de sangue, que será incluído no Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).
A possibilidade de alguém encontrar uma medula compatível é de uma em 100 mil. "As pessoas têm medo porque acham que a gente mexe na coluna. A única coisa que fazemos aqui é o cadastro e a coleta da amostra, para podermos encontrar a pessoa necessitada", explica Vânia Nahas, coordenadora do setor de medula óssea do Hemonúcleo de Três Lagoas.
VIDEO AQUI
V



Nenhum comentário:

Postar um comentário