quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Hemose incentiva cadastro no Registro de Doadores de Medula Óssea


Para participar do cadastro basta estar em bom estado de saúde e ter a partir de 18 anos

Visando ampliar o número de pessoas inscritas no cadastro de doadores de medula óssea, o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) estendeu para quatro dias, a realização do cadastro vinculado ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Com a alteração, a inscrição que antes era efetuada em dois dias, passa a acontecer as segundas, terças, quintas e sextas, no horário das 7h30 às 17h.

O transplante de medula óssea beneficia pacientes com produção anormal de células sanguíneas, geralmente causadas por algum tipo de câncer no sangue como leucemias e linfomas, além de portadores de aplasia medular, entre outras doenças. Para participar do cadastro basta estar em bom estado de saúde e ter a partir de 18 anos.  

De acordo com dados do Serviço Social, de janeiro a julho deste ano, o Hemose contabilizou 106 cadastros. Já nos últimos dois anos foram cadastrados 2.084, sendo que em 2010, foram 946 inscritos e em 2011, foram efetuados 1.138 cadastros. A ampliação dos dias de coleta da amostra de sangue visa estimular a adesão da população sergipana ao Redome.  

O procedimento inicia no setor de Cadastro do Hemocentro de Sergipe. Nesse setor, o candidato preenche uma ficha com informações pessoais e, em seguida, são colhidos 10 ml de sangue. Os tubos com amostra de sangue coletado durante os dias do cadastro são encaminhados para um laboratório em Recife, referenciado pelo Ministério da Saúde (MS). Nesse laboratório, o sangue passa por exame de Histocompatibilidade (HLA) - exame que identifica as características genéticas de cada indivíduo, que podem influenciar no transplante.  

O tipo de HLA será incluído no cadastro. Após a conclusão do processo de identificação, os dados serão cruzados com os dos pacientes inscritos no Redome, que precisam de transplante de medula óssea. Se o candidato for compatível com algum paciente, o doador é convocado a realizar os testes confirmatórios e fazer a doação. A retirada das células para a doação é feita no hospital habilitado mais próximo da cidade do doador da medula.    

Informações   


As pessoas interessadas em participar do cadastro de medula óssea devem entrar em contato com o Serviço Social do Hemose, através dos telefones: (79)3225-8000 e 3259-3174, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h, ou através do e-mail: ssocial.hemose@fsph.se.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário