terça-feira, 21 de agosto de 2012

Transplante de medula óssea poderão ser feitos no Amazonas em 2 anos


Está em fase de conclusão o projeto para a construção do Hospital do Sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam). A licitação, prevista para outubro próximo, dará condições para que as obras iniciem no primeiro semestre de 2013, e o governador possa entregar a nova unidade até o final de seu mandato.

Isso significa dizer que dentro de 2 anos, pacientes com doenças no sangue, como leucemias e linfomas, não mais precisarão sair de Manaus para fazer transplante de medula óssea.

O diretor-presidente da FHemoam, médico Nelson Fraiji, afirmou que, num prazo máximo de duas semanas, deverá concluir o projeto do Hospital do Sangue e enviá-lo para avaliação na Caixa Econômica Federal, responsável pelo financiamento.

"A pretensão é de 2 anos de obras. Ao mesmo tempo, vamos treinar pessoal e equipar laboratórios para que nesse período a estrutura esteja à disposição da sociedade".
Segundo Fraiji, com a construção do Hospital do Sangue, a estrutura da FHemoam na capital irá aumentar mais que o dobro.

"Hoje temos no Hemocentro três áreas – de atendimento ao paciente, de hemoterapia e os laboratórios – que somam dez mil metros quadrados. Somente o hospital terá 14,5 mil metros quadrados. Portanto, vamos mais do que dobrar a infraestrutura do Hemoam nos próximos 2 anos", garantiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário