quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Campanha de doação de medula atrai mais de 300 pessoas em Tietê


Evento é realizado para fazer análise e cadastro de possíveis doadores.
Segundo especialistas, a chance de doador na família é de apenas 25%.


O município de Tietê (SP) promoveu um cadastramento de doadores de medula óssea neste sábado (1º). Mais de trezentas pessoas foram ao centro de saúde para participar e ajudar o próximo.
Para o cadastro, são necessários apenas cinco mililitros de sangue. O material coletado é usado para análise. É ele que confirma se a pessoa pode ser um doador. Se o resultado for positivo, os dados serão inseridos no Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea, o Redome, e fica a disposição de um paciente compatível. Para doar, a pessoa tem que ter boa saúde e idade entre 18 e 55 anos.
O transplante de medula óssea é a única esperança de cura para muitos portadores de leucemias e outras doenças do sangue. A medula é retirada do interior dos ossos através de punções e, em apenas 15 dias, a medula estará recomposta no corpo do doador. O transplante é feito como uma transfusão de sangue: em poucas semanas, a medula se multiplica e a que era ruim dá lugar a uma saudável no corpo do paciente.
Isabela de Deus, de apenas quatro anos, é uma criança com muita energia, como outra qualquer. Mas em sua rotina está uma ação que não é comum em uma criança saudável. Ela tem síndrome de 'Blackfandiamond' e precisa de fazer transfusões mensais de sangue. Sua mãe, Graziela de Deus, diz que para ela deixar de fazer o processo de transfusão, precisa de medula óssea nova.
Outra pessoa que sofria com o mesmo problema é professora de educação física Isabella Brasil. Em 2001, ela descobriu que estava com leucemia e conseguiu na própria família a cura para a doença.
Segundo especialistas, a chance de algum parente ser doador de medula óssea é de apenas 25%. Por isso existe o Redome, para facilitar o registro de doadores compatíveis.
Foi o que aconteceu com o marido de Rafaela Adorno, assistente laboratorial. Na última campanha realizada em Tietê, ela conta que seu companheiro se cadastrou e foi chamado. Ele já se prepara para fazer a doação.
VÍDEO AQUI
V
*

Nenhum comentário:

Postar um comentário