sexta-feira, 26 de outubro de 2012

LIMINAR determina que Unimed pague transplante de Caio


Garoto sofre com leucemia desde os 2 anos
A família do menino Caio Augusto Rodrigues Pereira, de 4 anos, conseguiu uma liminar concedida pelo juiz Teófilo Rodrigue Ferreira, da 4º Vara Cível, determinando que o Unimed Brasil custeasse todos os procedimentos e despesas do tratamento do menino que sofre de leucemia e vê a sua chance de cura em um transplante de medula óssea.
Segundo o advogado da família, Mário Roberto Araújo, esse é o primeiro passo para o ganho desta causa, porém a justiça ainda deverá intimar a operadora do plano de saúde, que pode até mesmo recorrer da decisão.
“O menino tem o plano de saúde, porém seu tratamento e o transplante só podem ser feito, segundo recomendações, no hospital Sírio Libanês em São Paulo e a operadora se recusa a custear os procedimentos”, explica o advogado por telefone ao180graus.
O menino sofre com o câncer há dois anos, e seu irmão de 6 meses pode ser sua única esperança de cura, já que é 100% compatível para a realização do transplante de medula óssea. Os procedimentos, de alta complexidade, até por envolver duas crianças, tem um custo muito alto e aproxima-se de R$ 1 milhão, somando-se medicação, custeio dos profissionais e o próprio transplante.
Nas redes sociais, e através do site www.ajudecaio.com é grande a campanha para arrecadação de recursos que possam ajudar a família do garoto. Festas e eventos são realizados na cidade como forma de apoio ao menino, que precisa realizar o procedimento urgentemente, e evitar maiores complicações.
Sua história é comovente. Há dois anos ele trata a leucemia que é resistente à quimioterápicos. O irmão, Léo, é fruto de uma tentativa feliz da mãe de Caio em ter um doador totalmente compatível com o menino. Depois de ter estabilizado o câncer, a doença voltou ainda mais resistente. Agora com seu quadro novamente estável, é preciso que o transplante seja feito o mais rápido possível.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário