terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Ceará estabelece novos recordes de transplantes de rim e medula óssea



No ano em que assumiu a posição de segundo estado com maior número de doadores efetivos de órgãos e tecidos do país, o Ceará já registra em 2012 recordes de transplantes de rim e medula óssea. Em transplantes de coração, o Estado tem no ano a segunda melhor marca da história, com 28 transplantes de coração realizados, mais que os 25 de 2009, os 16 de 2010 e os 25 de 2011. Há 10 anos, a partir de 2003, o Ceará se estabelece como um dos três estados que mais realizam transplantes de coração no país. Ao todo, em 2012, foram realizados 1.217 transplantes de órgãos e tecidos, com os recordes de 282 transplantes de rim, 26 a mais que os 256 de 2011, e de 26 transplantes de medula óssea – foram 17 no ano passado.

Com 140 doadores efetivos de órgãos e tecidos para transplantes até setembro, o Ceará confirmou a posição assumida no primeiro semestre do ano de segundo estado com maior número proporcional de doadores efetivos do país. Por milhão da população (pmp), o Ceará teve 22,1 doadores efetivos, atrás apenas de Santa Catarina, com 25,6 doadores efetivos por milhão da população, 120 doadores em número absoluto. Depois do Ceará aparecem o Distrito Federal, com 20,8 doadores efetivos pmp, São Paulo (19,1) e Rio Grande do Sul (17). Os números são do Registro Brasileiro de Transplantes (RBT), divulgado esta semana pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos e Tecidos (ABTO).

Até a tarde de sexta-feira, 28 de dezembro, haviam sido realizados no ano 282 de rim, 10 de rim/pâncreas, 28 de coração, 158 de fígado, 4 de pulmão, 26 de medula óssea, 15 de valva cardíaca, 680 de córnea 1 de pâncreas isolado, 2 de pâncreas pós-rim e 11 de esclera. Já são mais transplantes que os realizados anualmente até 2010. Desde 2007, o Ceará bate recordes sucessivos de transplantes. Naquele ano, foram realizadas 654 cirurgias, contra as 446 do ano anterior. Em 2008, novo recorde, com 742 transplantes realizados. Em 2009, foram 760 transplantes, e em 2010, o total ficou em 872. Em 2011, a marca dos mil procedimentos foi ultrapassada com a realização de 1.297 transplantes. O número de 1.217 transplantes de 2012 ainda pode mudar até a virada do ano, na noite de segunda-feira, 31 de dezembro.


fonte>>http://www.saude.ce.gov.br/index.php/noticias/45690

Nenhum comentário:

Postar um comentário