quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Hemosul conta com a solidariedade para manter estoques de sangue



foto
Mesmo sendo um dos estados do país com maior porcentagem da população cadastrada como doadora de sangue, Mato Grosso do Sul enfrenta problemas com o estoque de sangue no começo do ano.
Segundo a assessora do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul (Hemosul), Mayra Franceschi, o estado tem 2,5% da população que doa sangue, acima da média nacional. “Estamos melhores que os outros estados, que tem em média 1,8% (população doadora de sangue), mas ainda temos que melhorar, a meta do Ministério da Saúde é de pelo menos 3%”, ressalta.

Segundo Mayra, o problema é maior nessa época pois há uma demanda maior de sangue e a oferta diminui. “Não há uma pesquisa sobre os motivos, mas no período de férias as pessoas deixam de doar sangue, muitas viajam, vão à festas, ingerem bebida alcoólica e acabam não podendo fazer a doação”, explica.
Diferente do que muitos pensam, a principal demanda, segundo o Hemosul, é para pacientes de oncologia, seguidos por cirurgias cardíacas e depois vem o motivo de acidentes de trânsito. Mayra explica que uma bolsa de sangue (450 ml) pode salvar até quatro vidas. "Nessa época sempre convocamos a população para doar para a manutenção do estoque, principalmente, em épocas de viagens em que o número de coletas é mais baixo. Sempre surte efeito, as pessoas comparecem e ajudam a salvar vidas".
Histórias
“Doar sangue é um ato de amor ao próximo, de solidariedade”. É com esse lema que Cristiane Valdonado doa sangue há cerca de um ano. “Tudo começou quando uma das minhas irmãs estava internada no hospital e eu vi a dificuldade de quem precisa”, conta.
Ela e a irmã sempre vão juntas ao Hemosul praticar o ato. “Assim que passa os três meses de intervalo a gente combina de irmos juntas”, relata Cristiane.

Com uma história um pouco diferente, a irmã de Cristiane, Dilva Valdonado, começou a doar sangue há três anos. “Sempre ouvia falar que doar sangue podia salvar vidas, então um certo dia resolvi doar e não parei mais”, lembra.
Mitos
Mesmo sendo doadoras há algum tempo, as irmãs Valdonado ainda temem alguns mitos que circulam dobre quem doa sangue. Entre mentiras e verdades, separamos as dúvidas mais comuns e as respostas para elas:
Doar sangue constantemente vicia ou engrossa o sangue?
Não. Isto é somente mito. Ser doador não vicia e também não engrossa o sangue.
Doar sangue engorda ou faz emagrecer?
Ao doar sangue você não engorda nem emagrece.
O que se consegue em troca da doação de sangue?
A satisfação de beneficiar pessoas que não têm outra opção e dependem do gesto de pessoas como você para se sentir melhor.
A mulher pode doar sangue durante o período menstrual?
Sim.
Quanto tempo leva para o organismo repor o sangue doador?
O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação.
Serviço
A doação de sangue é permitida para pessoas na faixa etária de 16 a 68 de anos de idade. No dia da doação é necessário estar bem de saúde, ter se alimentado e não ter ingerido nenhum tipo de bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
Para doar a pessoa deve apresentar um documento com foto (carteira de identidade, trabalho ou habilitação) no ato da doação. Jovens menores só podem realizar doação mediante autorização dos pais ou responsáveis. O Hemosul está localizado na Avenida Fernando Correa da Costa, 1.304, Centro de Campo Grande e as doações podem ser feitas à partir das 7h.



Nenhum comentário:

Postar um comentário