sábado, 12 de janeiro de 2013

Solidariedade em rede para ajudar estudante com leucemia



A solidariedade dos internautas se destacou durante a última semana. Isto porque o apelo da família do estudante de Direito Marcus Venicius Nery Wanderley, 20 anos, ganhou dimensão nas redes sociais. Em meio às comemorações de fim de ano, os familiares do rapaz receberam a má notícia de que Marcus estava com leucemia. O problema foi confirmado poucos dias depois do Natal, quando o jovem teve que ser socorrido para um hospital da Zona Sul do Recife, onde, após exames de sangue, foi diagnosticado. O choque entre os parentes e amigos foi grande, mas não impediu que todos formassem uma corrente em busca de ajuda.

Junto com a confirmação do diagnóstico, também foi constatado pela equipe médica que Marcus precisaria de 50 bolsas de sangue imediatamente e de mais 20 por dia, durante todo o tratamento, uma vez que o tipo de leucemia dele não enseja transplante de medula óssea. Então, a mobilização dos amigos e dos familiares nas mídias sociais conseguiu mais de 100 doadores em cerca de 24 horas. 

De acordo com o irmão de Marcus, o também estudante Pedro Nery, 21 anos, mais de 400 pessoas já doaram sangue em nome do jovem. “Temos a meta de chegar, pelo menos, a 1.260 doações. Isto seria o ideal para o tratamento dele. Mas estamos torcendo para que este número seja superado. Porque, dessa forma, também ajudaremos outras pessoas”, considerou Pedro.

Ainda conforme o irmão de Marcus Nery, o rapaz se encontra isolado em um apartamento do Real Hospital Português, na área Central do Recife. A princípio, o tratamento seria de 45 dias, e o jovem necessitaria de transfusão de 20 bolsas de sangue por dia, número que, atualmente, subiu para 28. “No começo, a quimioterapia foi forte, mas agora ele responde bem ao tratamento. Os médicos disseram que ao final dos 45 dias ele poderá ir para casa”, continuou.

No entanto, o tratamento continuará. Porque o estudante vai precisar tomar alguns medicamentos periodicamente. “E isto, segundo os médicos, poderá durar entre cinco e oito anos, dependendo do organismo dele”, revelou Pedro Nery. O irmão de Marcus aproveitou o contato da Folha de Pernambuco para agradecer a solidariedade dos parentes, amigos e colegas das redes sociais. “Fizeram um trabalho que ajudou bastante. Quando tivemos a confirmação, todos começaram a postar no Facebook, e os compartilhamentos foram imediatos. Só tenho a agradecer o apoio de todos, inclusive dos veículos de comunicação”, disse.

Por enquanto, Marcus Venicius Nery Wanderley continua internado e dando continuidade ao tratamento. O estudante ainda precisa de doações, uma vez que há necessidade de 28 bolsas de sangue para ele diariamente. Logo, para ajudar o rapaz, basta procurar o Instituto de Hematologia do Nordeste (Ihene), que fica na rua Tabira, número 54, bairro da Boa vista (próximo ao Bompreço da Agamenon Magalhães), e fazer a doação em nome do jovem, lembrando que ele está no Hospital Português. O doador deve ter entre 16 e 67 anos, pesar, no mínimo, 50 quilos e portar documento original com foto. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados pelos pais.

Serviço
Doação de sangue

Ihene
Endereço: rua Tabira, número 54, bairro da Boa vista (próximo ao Bompreço da Agamenon Magalhães)
Horários para doação: das 8h às 18h (segunda a sexta) e de 8h ao meio-dia (sábados)
Telefone: (81) 2138.3500


fonte>>http://www.folhape.com.br/cms/opencms/folhape/pt/edicaoimpressa/arquivos/2013/01/07_01_2013/0037.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário