terça-feira, 26 de março de 2013

Hemoal e Hemoar prorrogam Campanha de Doação de Sangue para a Páscoa

Doação de sangue


Os Hemocentros de Alagoas (Hemoal) e Regional de Arapiraca (Hemoar) prorrogaram, até a próxima quarta-feira (27), a Campanha de Doação de Sangue para a Páscoa. O objetivo é formar um estoque estratégico para atender a demanda de transfusões durante os quatro dias que marcam o feriado da Semana Santa.
Isso porque, segundo estatísticas das maternidades e hospitais públicos do Estado, o consumo de sangue aumenta cerca de 50% neste período. "Só há sangue quando ocorrem doações. Sem elas, muitas pessoas podem perder a vida, porque o sangue não se fabrica artificialmente e não se compra em farmácia, apesar de ser um remédio decisivo para salvar a vida de muitos pacientes”, alertou a diretora do Hemoal, Verônica Guedes.
Distribuição de camisas e bombons – Cada voluntário que se candidatar à doação de sangue irá receber uma camisa da campanha, além de um bombom de chocolate. Antes de praticar o gesto solidário, o doador ainda recebe um lanche especial e material educativo, que esclarece todas as dúvidas sobre o processo de doação de sangue.
O atendimento no Hemoal Trapiche ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e no sábado, das 8h às 12h. Já no Hemoal Farol, localizado no Hospital do Açúcar, o atendimento é realizado das 8h às 11h. Para os voluntários do interior, as doações podem ser feitas no Hemoar, que está localizado no Centro de Arapiraca, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12 e das 14h às 18h.
Quem pode doar sangue - Para se candidatar à doação é necessário ter idade entre 16 e 67 anos, no mínimo 50 kg e portar um documento de identificação com foto, segundo exigências do Ministério da Saúde (MS). No caso dos menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado dos pais ou portando um documento de identificação oficial e original dos pais, além de uma autorização formal, cujo formulário pode ser baixado no site www.saude.al.gov.br/hemoal .
O voluntário não pode ter contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 10 anos. É indispensável que o candidato à doação compareça bem alimentado. Em se tratando das gestantes e lactantes, não é permitida a doação. Já quanto aos doadores que irão repetir o procedimento, estipula-se um prazo de dois meses de intervalo para os homens e três para as mulheres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário