quinta-feira, 2 de maio de 2013

Hospital Antonio Pedro precisa de doações de sangue


Fluxo de vida. Doador no banco de sangue do Huap Foto: Terceiro / Divulgação/Huap
Fluxo de vida. Doador no banco de sangue do HuapTERCEIRO / DIVULGAÇÃO/HUAP
Responsável por atendimentos referenciados e de alta complexidade, o Hospital Universitário Antonio Pedro (Huap) enfrenta a escassez de doações para suprir a demanda do seu banco de sangue. Enquanto o número ideal é de 30 doações por dia, a unidade tem recebido, em média, apenas a metade. Com o apoio do GLOBO-Niterói, o hospital está lançando uma campanha para sensibilizar a população sobre a importância de doar sangue, procedimento simples que pode salvar muitas vidas.
Diretor do hospital, Tarcísio Rivello afirma que o número de doadores caiu depois que o Ministério da Saúde passou a recomendar a suspensão do pedido compulsório de doações junto a familiares de pacientes internados, em todo o país.
— A captação de sangue no hospital está muito fraca. Precisamos alertar a população e estimular as doações. Antes, quando um paciente era internado, as unidades hospitalares solicitavam, em média, de três a quatro doadores, e, assim, os bancos do Antonio Pedro tinham sempre estoque. Respeitamos a recomendação pela humanização do setor, proibindo essa prática, de modo a não constranger as famílias, mas, em contrapartida, precisamos intensificar campanhas de sensibilização — explica.
Segundo Rivello, só nas cirurgias cardíacas, realizadas com frequência no Huap, são utilizadas de cinco a seis bolsas de sangue por paciente. Outro serviço que precisa muito das doações de sangue é o de hematologia.
— A gente tem acionado o HemoRio (Instituto Estadual de Hematologia) quando o estoque vai caindo muito, mas temos condições de resolver essa carência com a ajuda da população. É simples e fácil doar — completa.
O tempo para a coleta de sangue é de aproximadamente dez minutos. Os homens podem doar quatro vezes por ano, com intervalo de 60 dias, e as mulheres, três vezes, em intervalos de 90 dias.
Confira algumas recomendações para um perfeito procedimento
Doar sangue é seguro, e quem doa uma vez não é obrigado a doar sempre. Mas, para ajudar a salvar vidas, é muito importante que pessoas saudáveis doem regularmente.
Quem quer ser um doador voluntário só precisa seguir algumas orientações, descritas no box abaixo, onde estão listados os requisitos básicos e alguns dos principais impedimentos temporários e definitivos para a doação de sangue. Entre as recomendações, é preciso ter de 18 a 65 anos, mais de 50 quilos, estar bem de saúde, fazer uma refeição leve, evitando comer gorduras antes da doação, e levar um documento original com foto.
As doações para o Antonio Pedro podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h. A coleta ocorre no próprio hospital, situado na Avenida Marquês do Paraná 303, térreo, no Centro.


fonte>>http://oglobo.globo.com/niteroi/hospital-antonio-pedro-precisa-de-doacoes-de-sangue-8227488

Nenhum comentário:

Postar um comentário