quinta-feira, 2 de maio de 2013

Mais de 300 pessoas se cadastram como doadores de medula óssea


Mais de 300 pessoas fizeram o cadastro para possíveis doadores de medula óssea. A coleta dos dados foi realizada ontem pela equipe do Hemocentro (Hemoes), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no Centro Universitário São Camilo. Hoje o mesmo trabalho continua sendo feito na instituição de ensino das 8 às 16 horas.

O cadastro vai para o banco de dados nacional de potenciais doadores de medula óssea (Redome). Os interessados devem preencher uma ficha com informações pessoais e autorizar a coleta de até 5 ml de sangue. Qualquer pessoa que esteja bem de saúde e tenha entre 18 e 55 anos pode fazer ação solidária.


Foi o caso da estudante universitária Aline Dalmazi, 23 anos. Ela se sensibilizou com a história de uma mulher com leucemia e resolveu fazer o cadastro. “Existem histórias que a gente pode ajudar a mudar. E quantas pessoas não precisam desse simples ato? Então decidi ajudar e também incentivei muitas amigas. Não dói nada é super rápido. É o mínimo que a gente pode fazer por pessoas que precisam tanto. Amanhã pode ser eu ou algum parente”.

A enfermeira responsável pela coleta externa do Hemocentro do Espírito Santo, disse que está contente com o número de cadastros realizados. “Já são 328 só hoje (ontem) e amanhã (26) ainda estaremos aqui para fazer mais cadastros. Quando a pessoa se disponibiliza a ser um doador fica a disposição do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Caso seja compatível o Inca entra em contato com o Hemocentro, que vai a procura do doador”.

Entenda
A medula óssea é um tecido líquido que fica na parte interna dos ossos, responsável pela produção de células sanguíneas. Quem sofre de doenças como leucemia pode precisar do transplante do tecido.

A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de uma em cem mil. Por causa desta dificuldade, é organizado o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar.

Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, o voluntário é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário