quinta-feira, 2 de maio de 2013

POLICIAL MILITAR CAPIXABA É DOADOR DE MEDULA ÓSSEA QUE SALVOU MENINA


O policial militar Thiago Hipólito Lima, de 28 anos, lotado na Companhia de Comandos e Serviços do Quartel do Comando Geral, foi responsável por um grande gesto de solidariedade e amor ao próximo que resultou na manutenção da vida de Thais Stutzel Lima, de 8 anos, após a realização de um transplante de medula óssea há 4 anos, que permitiu a pequena Thais renovar suas esperanças em um futuro longo e promissor. 
 
O sd Thiago realizou um procedimento em 2009 de doação de medula óssea para o banco do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que tem a finalidade de verificar se alguém que sofre de leucemia tem condições de receber àquela medula, para isso, deve haver uma compatibilidade para que não haja rejeição e a doença não seja eliminada do sistema da pessoa que recebe o transplante. No caso de Thais, que na época tinha apenas 4 anos de idade a compatibilidade foi de 100%, não havendo qualquer tipo de rejeição. Hoje com 8 anos a menina e seus pais, que moram em São Gonçalo, Rio de Janeiro, são extremamente gratos ao gesto filantrópico propiciado pelo militar capixaba que salvou a vida de Thais. 
 
“Thiago, ao conhecê-lo foi muita emoção e não pude te agradecer como você merece. Essa atitude fez toda a diferença em nossas vidas. Muito obrigado, Deus com certeza vai recompensá-lo”. Com essas palavras o pai de Thais agradeceu o militar capixaba. 
 
O sd Thiago teve a oportunidade recentemente de conhecer a pequena Thais em um encontro proporcionado por um jornal carioca que fez uma surpresa para Thais, pois a menina não sabia da ida do doador ao Rio de Janeiro para o encontro. Foi um momento de grande emoção para todos. “Você não sabe quantas vidas salvou. Você salvou a vida de toda a nossa família”. Com essas palavras, recheadas de muita emoção, a mãe de Thais agradeceu o sd Thiago após um longo e apertado abraço. 
 
O militar também ficou extremamente feliz e emocionado com o encontro e por diversas vezes não conteve as lágrimas ao saber que contribuiu de forma decisiva para que uma criança tivesse uma nova oportunidade na vida. “Quando fui chamado para doar, não tive dúvidas. Quem sou eu para mudar uma história escrita por Deus? Fui apenas um instrumento para possibilitar que essa menina linda chegasse, hoje, aos 8 anos”. Afirmou o sd Thiago. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário