quarta-feira, 29 de maio de 2013

TMO EM ANEMIA FALCIFORME

Jornal Folha de S. Paulo repercute defesa de especialistas quanto a incorporação do TMO como opção terapêutica à doença falciforme. Diretor da SBTMO e do CEMO (Inca), Luis Fernando Bouzas, explica que revisão do regulamento técnico do TMO ocorrerá ainda neste ano.
Na matéria “Médicos pedem aval para técnica que pode curar anemia falciforme”, publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, de 18 de maio, especialistas defendem incorporação do TMO como opção terapêutica à doença falciforme.
Procurado pela reportagem da Folha, o diretor do Centro de Transplante de Medula Óssea do Inca (Instituto Nacional de Câncer), Luis Fernando Bouzas, relatou que está prevista revisão do regulamento técnico do TMO ainda para este ano. Segundo ele, o procedimento será permitido com base em critérios rígidos. Também falaram ao jornal, os membros da SBTMO, Belinda P. Simões (FMUSP-RP) e Carmem Vergueiro (UFPR).Confira a reportagem na íntegra
Diretor da SBTMO, Bouzas destaca ainda que o assunto tem sido discutido pela Sociedade nas duas últimas reuniões da Sociedade de Diretrizes Brasileiras em Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas, em 2009 e 2013, respectivamente. Acesse aqui os artigos publicados no periódico científico Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (vol.32 - supl.1, de maio 2010), em referência as diretrizes traçadas no primeiro encontro promovido pela entidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário