domingo, 2 de junho de 2013

Campanhas ajudam Hemocentro a registrar aumento de doações femininas



O Hemocentro da Paraíba registrou um aumento de mais de 10% no número de doações femininas. De acordo com os dados, em maio de 2012, o número de mulheres doadoras era de 750 e este ano já são 856 doadoras. De acordo com a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro, Divani Cabral, esse aumento está relacionado com as campanhas que o hemocentro promove em alusão ao público feminino, a exemplo do Dia Internacional da Mulher e o Dia das Mães, quando a mobilização acontece durante um mês.
A campanha alusiva ao Mês das Mães deste ano será encerrada nesta sexta-feira (31). “Nosso intuito é que a mulher se torne uma doadora fidelizada, fazendo sua doação pelo menos duas vezes ao ano e, por isso, estamos convidando todas as mães a comparecem ao Hemocentro para fazer a sua doação, ajudando, assim, a salvar vidas”, destacou Divane Cabral.
De acordo com a diretora geral do Hemocentro, Sandra Sobreira, do universo de doadores de sangue da Hemorrede da Paraíba (mais de 200 mil), somente 23% são mulheres. Esse percentual está abaixo da meta proposta pelo Ministério da Saúde a todos os Hemocentros que é de 30%. “A campanha das mães encerra na próxima sexta-feira, mas as mulheres que quiserem doar sangue podem comparecer ao Hemocentro de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados das 7h às 17h, lembrando que nas quartas-feiras o atendimento se estende até as 21h”, explicou.
Divane Cabral disse que muitas vezes a falta de informação compromete a doação feminina. “A mulher, assim como o homem, pode doar e apenas a gestação e o primeiro ano da amamentação impedem a doação. O intervalo para cada doação é de dois meses para o homem e três meses para a mulher. Intensificaremos nossas ações para este público, sensibilizando e incentivando as mulheres para serem doadoras”.
Fortalecendo o estoque – Sandra Sobreira explicou que a rede de hemonúcleos está contribuindo para fortalecer o estoque de bolsas de sangue do Hemocentro, em João Pessoa. A rede tem unidades em Princesa Isabel, Picuí, Itaporanga, Piancó, Patos, Sousa, Cajazeiras, Guarabira, Monteiro, Catolé do Rocha, além do Hemocentro de Campina Grande.
Segundo a diretora, o ato de doar sangue é, antes de tudo, um gesto de amor ao próximo. Cada vez que uma pessoa doa sangue, salva a vida de até quatro pessoas. A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador e a sua recuperação é imediata. “É um gesto simples, mas de grande valor humano e solidário e a gente só sabe da importância do sangue quando nós ou algum parente está precisando dele”, disse Sandra Sobreira.
Condições para ser doador de sangue
-Ter idade entre 16 e 67 anos, 11meses e 29 dias (se for menor de 18 anos é necessário autorização do responsável legal).
- Pesar acima de 50 quilos.
- Ter dormido normalmente nas últimas 24 horas.
- Estar alimentado, dando intervalo de 2 horas após o almoço.
- Evitar alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação.
- Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade.
- Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarreia.
- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
- Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis.
- Não estar grávida ou em período de amamentação. A menstruação e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação.
- Respeitar o intervalo entre as doações que devem ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.
As pessoas interessadas em doar sangue e precisarem tirar qualquer dúvida, como também marcar uma coleta externa, podem ligar para o telefone (083) 3218-7698.

Nenhum comentário:

Postar um comentário