sábado, 8 de junho de 2013

TJSP ASSINA TERMO DE PARCERIA COM A POLÍCIA MILITAR NA CAMPANHA “DOAR É LEGAL – A VIDA É RECARREGÁVEL”



 Na tarde desta sexta-feira (7), o Tribunal de Justiça de São Paulo assinou termo de parceria com a Polícia Militar do Estado para disponibilização de link no site da instituição militar, referente à campanha do Comitê de Ação Social e Cidadania (CASC) Doar é Legal – A Vida é Recarregável, presidida por Claudia Conde Sartori e representado no ato pela coordenadora emérita Maria Cecília Barreira e pela coordenadora Ana Raquel Orlando. O objetivo da campanha é conscientizar a sociedade sobre a importância da doação de órgãos.

        O desembargador Willian Roberto de Campos, representando o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, e o comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo, coronel PM Benedito Roberto Meira, assinaram o documento que firmou a parceria entre as instituições. Benedito Roberto Meira agradeceu ao Tribunal de Justiça, parceiro da Polícia Militar nas campanhas de doação de sangue e de órgãos. “Conclamamos toda a população paulista, que sempre foi generosa, e todos os nossos policiais militares para que participem e doem o precioso líquido que lhes corre nas veias e artérias, pois seu gesto pode salvar vidas”, disse.

        A presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e madrinha da campanha "Doar é Legal" (referente à doação de sangue), Maria Lúcia Guimarães Ribeiro Alckmin, parabenizou o Tribunal de Justiça “por fazer este trabalho tão lindo de captação de doadores de órgãos, que também salva vidas”.

        Ao evento estiveram também presentes o secretário-chefe da Casa Militar, coronel Marco Aurélio Alves Pinto; o diretor administrativo da Fundação Pró-Sangue, George Ernesto Crivoi; o diretor de Postos e Agências Transfusionais da Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan), André Albiero; o chefe de gabinete da Superintendência da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Edson Ferreira da Silva; a chefe do Centro de Comunicação Social e coordenadora da campanha “Doar é Legal” da Polícia Militar, coronel PM Maria Aparecida de Carvalho Yamamoto, e o diretor de saúde da PM, tenente coronel Luís Fernando Correa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário