terça-feira, 2 de julho de 2013

Atletas de Curitiba participam de campanha para doação de sangue

Praticante de skate, Vitor Simão, participou da campanha e doou sangue nesta segunda-feira (1º) (Foto: Everson Bressan / SMCS)

Uma campanha a favor da doação de sangue e para cadastro de doadores de medula óssea foi lançada nesta segunda-feira (1º), em Curitiba, com o apoio de atletas beneficiados pela Lei de Incentivo ao Esporte. A campanha, que segue até o dia 31 de julho, está sendo realizada durante o inverno por ser a época em que o número de doadores de sangue cai e os bancos de coleta baixam o estoque a níveis preocupantes, de acordo com o Biobanco.
No verão, o Biobanco registra uma média de 80 doadores por dia, enquanto no inverno, o número cai para 20 doadores por dia. A enfermeira-chefe do Biobanco, Lídia Valeria, explicou que para se ter um estoque considerado bom, é preciso entre 50 e 60 doações diárias.
Para incentivar a campanha, que recebeu o nome de “Doe Sangue pelo Esporte”, a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude propôs um desafio entre atletas e paratletas. A competição entre os atletas tem como objetivo mostrar para a sociedade a importância de as pessoas se tornarem doadoras.
O Biobanco do Hospital de Clínicas (HC) recebe doações de todos os tipos de sangue, e fica na Avenida Agostinho de Leão Júnior, nº 108, no Centro. O telefone do Biobanco é: (41) 3360-1875.
Para se tornar um doador de medula óssea, é necessário que 10 milímetros de sejam coletados para a tipagem genética. Com a  coleta, os dados passam a integrar o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), que também abastece um cadastro mundial. Caso haja compatibilidade com algum receptor, o doador será convidado para fazer a doação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário