quarta-feira, 10 de julho de 2013

Hemocentro precisa de doadores com urgência

Há muito tempo o hemocentro não tem conseguido atingir a média diária de doadores, que é de 70 pessoas

hemocentro falta sangueA redução no número de doações de sangue no Hemocentro Regional de Campos continua preocupando os profissionais do setor. O estoque atual do banco de sangue é suficiente apenas para atender os casos de urgência. Há muito tempo o hemocentro não tem conseguido atingir a média diária de doadores, que é de 70 pessoas. 
- Temos alcançado apenas 25% deste total – diz Cristiane Barros, assistente social do hemocentro. Enquanto as doações voluntárias caem, cresce o número de pedidos de sangue para cirurgias cardíacas, traumatológicas e oncológicas. “Há 30 dias estas cirurgias estão sendo adiadas pelos médicos de outros hospitais, justamente pela falta de sangue”, explica.
Cristiane ressalta que por lei, os hemocentros do país são obrigados a manter um estoque mínimo de sangue para atender os casos de urgência. “Por isso, é importante que as pessoas não doem apenas quando seus familiares precisam, mas o façam voluntariamente, de forma a manter o estoque regular e, assim, ajudar a todos que necessitam de sangue”, diz.
Uma coisa é fato: nos últimos anos, a necessidade de sangue vem aumentando e muda diariamente. Só para se ter uma ideia, um paciente submetido a transplante de medula óssea consome 20 bolsas de hemácias e 120 de plaquetas. Uma pessoa com anemia em decorrência de câncer consome quatro bolsas concentradas de hemácias, por tratamento.
No caso de uma cirurgia cardíaca, a pessoa recebe seis bolsas concentradas de hemácias, além de outras seis unidades de plaquetas. Um paciente com câncer consome até oito unidades de plaquetas por semana, enquanto uma vítima de acidente de trânsito ou por arma de fogo, dependendo da gravidade do caso, consome até 50 bolsas de sangue.
- Por isso, é importante que a população se conscientize da importância da doação voluntária de sangue e de sua continuidade – conta Cristiane Barros. 
O Hemocentro Regional de Campos funciona todos os dias – inclusive aos sábados, domingos e feriados – no Hospital Ferreira Machado, das 7h às 18h. O doador não precisa estar em jejum. Basta não ingerir alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem à doação, evitar bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores e fazer um repouso mínimo de seis horas na noite anterior à doação.
Para doar sangue, a pessoa precisa estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 65 anos, pesar no mínimo 50 quilos e apresentar um documento original com foto (carteira de identidade, habilitação ou carteira de trabalho, por exemplo). 
Doadores com 16 e 17 anos devem comparecer ao Hemocentro Regional de Campos acompanhados pelo seu representante legal, preencher formulário próprio, com o consentimento formal do responsável legal para cada doação, com cópia da identidade oficial do responsável anexada. Candidatos com idade superior a 60 anos só poderão doar se realizaram doações de sangue anteriormente.
Fonte: Campos 24 horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário