sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Hospital Espanhol faz transplante de fígado e de medula óssea em Salvador

A população baiana passará a contar com novos serviços de transplante de fígado e de medula óssea e com uma unidade de oncologia clínica, no Hospital Espanhol. A ampliação da instituição hospitalar é uma das conquistas após 100 dias desde que a Fundação José Silveira (FJS) firmou a parceria para gestão da unidade hospitalar, em articulação com a Real Sociedade Espanhola de Beneficência, integrando um consórcio formado para a recuperação do Hospital Espanhol.
A instituição estava fechando as portas pelo alto volume de endividamento e uma crise sem precedentes. Junto com a FJS, participam do consórcio o governo do Estado, tendo à frente à Secretaria de Saúde, e a Secretaria de Administração, o Desenbahia, o Banco do Nordeste (BNB) e a Caixa Econômica Federal. O lançamento dos serviços médicos especializados será hoje,  às 14h30, quando será apresentado um balanço das transformações nesses 100 dias e as perspectivas atuais.
Com uma gestão focada em resultados e alinhada com as definições do novo Conselho Administrativo, integrado pelos membros do consórcio e da Real Sociedade Espanhola, o Hospital Espanhol supera as dificuldades e reforça os serviços prestados. “Uma das medidas de impacto foi a reabertura da Unidade de Emergência Geral e Obstétrica, com capacidade total de atendimento”, cita diretor médico do Hospital, nomeado pela FJS, Álvaro Nonato.
No total, foram reabertos 45 leitos de Terapia Intensiva, dos quais 10 na UTI neonatal e 15 na Unidade de Recuperação Neurológica e Cardiológica (URNC). Foram reativados 97 leitos de internação, divididos entre 58 apartamentos e 39 vagas na enfermaria. Atualmente, são 230 leitos disponíveis. Os serviços incluem a manutenção da hemodiálise, bioimagem, laboratório e hemodinâmica, além do suporte da Cardiologia pediátrica e de exame de ecocardiografia na UTI neonatal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário