terça-feira, 8 de outubro de 2013

Campanha de doação de sangue “Cada Voluntário é um Herói” é lançada em SC

O governador Raimundo Colombo e o secretário-adjunto de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) de Florianópolis, nesta segunda-feira, 7, para o lançamento da campanha de conscientização de doação de sangue. O adesivo, com a mensagem "Cada Voluntário é um Herói", será afixado em um milhão de galões de 20 litros de água mineral, que serão distribuídos aos 295 municípios catarinenses.
A intenção é que, até o fim do ano, cerca de cinco milhões de pessoas leiam a mensagem do adesivo. O objetivo é chamar atenção para a importância de doar sangue. A campanha é uma parceria do Hemosc com a Associação Catarinense da Indústria de Água Mineral (Acinam). A associação possui 11 empresas que comercializam água mineral em Santa Catarina.
"Essa parceria vai produzir muitos resultados positivos. Ela visa uma participação, uma sensibilização de doadores para que se possa atender à demanda de bolsas de sangue. É um estímulo à participação. Doar de sangue é um ato de amor e solidariedade ao próximo", disse o governador.
Segundo dados do Hemosc, para evitar a diminuição de sangue no estoque, são necessárias 500 doações por dia, ou seja, 11 mil bolsas de sangue coletadas por mês em Santa Catarina. Em Florianópolis, por exemplo, são necessárias120 doações por dia. Apenas 1% da população catarinense doa sangue. A maior falta é a do sangue dos tipos A e O RH negativo, que representam cerca de 20% da população no Brasil. O secretário-adjunto da Saúde, Acélio Casagrande, explicou que, caso o estoque de bolsas de sangue esteja muito baixo, cirurgias eletivas podem ser canceladas em hospitais do Estado. "Por isso, é tão importante essa parceria e o envolvimento da população".
Conforme a diretora do Hemosc, Denise Linhares Gerent, o medo da agulha e a falta de tempo são os principais motivos usados pelas pessoas para não doarem sangue. "É preciso doar, uma pessoa saudável pode salvar até quatro vidas. O procedimento é rápido e o incômodo da picada da agulha passa em alguns segundos", explicou.
A técnica em óptica, Thais Rodrigues, estava nesta segunda-feira, na sala de coleta do Hemosc, doando sangue pela segunda vez neste ano. “A primeira vez que doei foi para ajudar uma amiga. Agora é para ajudar as pessoas que precisam de uma forma geral. É muito gratificante saber que você está ajudando a salvar uma vida”.
A importância de doar sangue
Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias e queimaduras violentas que exigem transfusão. Se cada pessoa saudável doasse sangue espontaneamente pelo menos duas vezes ao ano, os hemocentros teriam hemocomponentes suficientes para atender toda população. O sangue não tem substituto, por isso, a doação espontânea e periódica é fundamental.
Vale lembrar que o doador de sangue não se expõe a qualquer risco de contaminação. Todo material utilizado é descartável, e a coleta é feita por pessoal capacitado e sob supervisão de um médico ou enfermeiro, garantindo o bem-estar do voluntário. O volume coletado é de aproximadamente 450ml, representando em torno de 10% do total de sangue em um adulto, rapidamente reposto pelo organismo.
Para ser um doador de sangue a pessoa precisa ter entre 16 e 67 anos de idade e pesar, no mínimo, 50 quilos. Os doadores com menos de 18 anos precisam vir acompanhados por um responsável legal para assinar o termo consentindo a doação. O doador não pode estar em jejum e nem fumar duas horas antes da doação.
Hemosc
Em Florianópolis, o Hemosc está localizado na Avenida Othon Gama D'Eça, 756. O telefone é  (48) 3251-9700. Para os demais pontos de coleta de sangue do Hemosc, confira os horários de atendimento e outras informações no site www.hemosc.org.br.


Nenhum comentário:

Postar um comentário