quinta-feira, 31 de julho de 2014

Hospital em Santos, no litoral de SP, cadastra doadores de medula óssea



Muitas pessoas estão na fila de espera, na batalha para encontrar um doador de medula e no hospital Guilherme Álvaro, emSantos, no litoral de São Paulo, há coleta de sangue de voluntários que serão cadastrados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).
O Redome existe desde 1993, com sede no Rio de Janeiro, e está ligado ao Instituto Nacional do Câncer. Muitos voluntários apareceram para fazer esse cadastro. Em 2000, eram 12 mil pessoas cadastradas. Em 2013, o último balanço feito, já passava de 2 milhões de pessoas cadastradas.
A enfermeira Haide Benetti de Paula explica que o doador colhe 5 ml de sangue, o equivalente a um tubo. “Para ser doador de medula óssea a pessoa pode fazer um cadastro aqui no hemonúcleo de Santos, das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira, trazendo um documento de identidade. Aí a gente colhe uma amostra do sangue que vai ser analisada no laboratório. E essa análise vai para o Redome, no Rio de Janeiro”, explica a enfermeira.
O hospital Guilherme Álvaro fica na rua Oswaldo Cruz, 197, no bairro Boqueirão, em Santos.
Hospital Guilherme Álvaro, em Santos (Foto: Mariane Rossi/G1)

















fonte>>http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2014/07/hospital-em-santos-no-litoral-de-sp-cadastra-doadores-de-medula-ossea.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário