terça-feira, 12 de agosto de 2014

Doadora de medula óssea conta a experiência do transplante no Comunidade em Ação

Myriam realizou a doação no dia 12 de outubro de 2013

Uma notícia difícil de se receber. Enfrentar o tratamento exige coragem e determinação. A leucemia é uma doença maligna que ataca os glóbulos brancos e geralmente tem origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células jovens anormais na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. A medula é o local de formação das células sanguíneas e ocupa a cavidade dos ossos. Nela são encontradas as células que dão origem aos glóbulos brancos, aos glóbulos vermelhos e às plaquetas. O tratamento geralmente é longo e bastante difícil e a doença pode culminar com a indicação de transplante de medula óssea.

Na região atualmente quatro jovens lutam contra a doença e necessitam encontrar um doador compatível. Rafael de March Teixeira tem 29 anos e há dois luta contra a doença. Renan Carvalho tem 23 anos e há um ano e meio está na batalha,Petersons de Jesus tem 28 anos e há cinco meses busca um doador e Natália Ribeiro de 25 anos há cinco anos está na batalha contra a doença.Uma batalha difícil já que as chances de se encontrar um doador compatível fora da família são de uma para cada cem mil.
O programa Comunidade em Ação, da Rádio Difusora AM910, vem discutindo amplamente a doação de medula óssea. A discussão foi motivada primeiramente por causa do jovem Rafael de Cocal do Sul. Em seguida mais três jovens da região, dois de Cocal do Sul, o Renane o Petersons, além da Natalia, de Lauro Muller. Os quatro uniram-se e lançaram uma campanha de incentivo a doação que vem sendo acompanhada pelo programa. Desde então já conversamos algumas vezes com o Rafael, o Renan, o Petersons e a Graziela, irmã da Natália, além de buscar esclarecimentos sobre o procedimento com o Hemocentro de Criciúma e com o médico hematologista Dr. Vitor Hugo Parpinelli Ricci, que falou sobre as dificuldades na compatibilidade.
Após conhecer a história dos jovens e aderir a campanha o Comunidade em Ação desta terça-feira dá mais um passo na busca da conscientização das pessoas sobre a doação de medula óssea e conversa com a jovem Myriam Yasmin Rodrigues Hipólito de Carvalho, de apenas 22 anos, que se cadastrou para ser doadora no dia 26 de novembro de 2012. E apenas seis meses depois, no dia 27 de maio de 2013, recebeu uma ligação do Redome, Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea, sobre a possível compatibilidade com um portador de leucemia. Myriam é natural da cidade de João Pessoa, na Paraíba, é moradora de Maringá no Paraná, e realizou a doação em Natal, no Rio Grande do Norte, no dia 12 de outubro de 2013.

Ela conta como foi o procedimento e como se sentiu. Fala da emoção de ser uma doadora voluntária de medula óssea e principalmente da alegria que sentiu em poder salvar a vida de um ilustre desconhecido.

 fonte>>http://www.difusora910.com.br/noticias/107980/doadora-de-medula-ossea-conta-a-experiencia-do-transplante-no-comunidade-em-acao

Nenhum comentário:

Postar um comentário