segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Doação de sangue; ser um doador faz bem e ajuda a salvar vidas



Doar sangue é um ato que não provoca riscos a saúde e pode salvar vidas. Poder proporcionar a outras pessoas um remédio diferente, pois não é fabricado em laboratório e não se compra em farmácias. O Hemonúcleo constantemente necessita de doadores para que possa atender as demandas constantemente.
 
Doar é seguro
O Hemonúcleo tem o dever de trabalhar para preservar a saúde dos candidatos à doação e também a dos pacientes que irão receber a transfusão. A doação não traz nenhum prejuízo ou risco para quem a realiza.

A triagem clínica é rigorosa e o candidato só doa sangue se estiver em boas condições de saúde. As informações prestadas são mantidas em rigoroso sigilo e são de fundamental importância para a boa qualidade do sangue que será transfundido nos pacientes. O material utilizado é descartável e não há risco de contrair doenças durante o procedimento.
A cada doação há uma nova avaliação clínica e o sangue é submetido a rigorosos testes laboratoriais. Os equipamentos são de última geração, os profissionais recebem treinamentos constantes. O sangue coletado é separado em vários componentes e cada paciente receberá aquela parte que seu organismo precisa. O sangue doado passa por um processo chamado fracionamento, no qual são obtidos os componentes sanguíneos, que são transfundidos a vários pacientes.
É importante lembrar que doar sangue não dói, é fácil e não faz falta ao doador, pois o organismo se encarrega rapidamente de sua reposição logo após a doação.
 
Como fazer para doar sangue
 
O candidato à doação deve se dirigir ao Banco de Sangue e ter em mãos um documento de identificação com foto, emitido por órgão oficial. Após o cadastro é feita a verificação da pressão arterial, pulso, peso e altura. Para proteção de sua saúde e do futuro receptor, o doador também deverá responder a um questionário. Após a verificação de dados é realizado o exame de anemia, se o doador for aprovado, fará a doação de aproximadamente 450ml (de acordo com o peso) e mais as amostras para os exames de aproximadamente 30ml.
Ao término da coleta o doador ficará algum tempo em observação, e posteriormente, receberá um lanche. A recomendação é de que ele permaneça no local por cerca de 15 minutos.
 
Condições para doação de sangue
- ter entre 18 e 65 anos de idade;
- pesar acima de 50 kg;
- ser saudável;
- estar bem alimentado e ter dormido no mínimo seis horas;
- apresentar documento oficial de identidade com foto.
 
Frequência
Homens de 18 a 60 anos podem realizar quatro doações em 12 meses, com intervalo mínimo de 60 dias entre as doações. As mulheres entre 18 e 60 anos podem fazer três doações em 12 meses com intervalo mínimo de 90 dias;
 
Impedimentos temporários para doação
    » Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.
    » Gravidez
    » 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
    » Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
    » Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
    » Tatuagem nos últimos 12 meses.
    » Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.


http://www.cbnfoz.com.br/editorial/saude/16092014-201297-doacao-de-sangue-salva-vidas

Nenhum comentário:

Postar um comentário