sábado, 16 de maio de 2015

A espera de uma doador.



LUTA PELA VIDA
Garoto com leucemia aguarda doação de medula
Familiares tentaram realizar o transplantes, mas não eram compatíveis

 Com vidros de sangue na mão, o pequeno Leonardo Ferreira da Silva, de 6 anos, conta com a solidariedade para vencer a leucemia linfoide aguda (LLA). O garotinho que mora com os pais e dois irmão em Barão de Cocais, na região Central do Estado, aguarda por um doador de medula óssea que seja compatível.

A doença foi constatada em julho de 2014. "Ele lutava taekwondo, quando, durante o treino, ele começou a sentir muitas dores. Ao fez um exame para descobrir o que era, ficou sabendo da doença", explicou a prima de Leonardo, uma jovem de 15 anos.

Familiares já fizeram os exames, mas descobriram que não podiam doar a medula para o garoto. "A mãe dele fez todos os exame para ser doadora, mas ela não era compatível. Ele sabe que está doente, mas não tem noção da gravidade", contou a jovem. 

Para realizar o tratamento, Leonardo e a mãe viajam 98 quilômetros de sua cidade até Belo Horizonte, onde recebe tratamento. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, qualquer pessoa entre 18 e 54 anos pode doar medula óssea. O interessado pode procurar a Fundação Hemominas no telefone (31) 3768-4500.



http://www.otempo.com.br/cidades/garoto-com-leucemia-aguarda-doa%C3%A7%C3%A3o-de-medula-1.1033662

Nenhum comentário:

Postar um comentário